sábado, 31 de dezembro de 2011

Retrospectiva

Hoje 31 de dezembro de 2011, último dia do ano,acordei pensando que como todo ser humano, independente da cor, do credo,riqueza,beleza, todos nós temos tristezas,alegrias,conquistas ou derrotas vivenciadas,uns menos,outros mais! Assim seguimos nossa trajetória, horas chorando,horas sorrindo,caindo, levantando, sempre em busca do melhor e das realizações dos nossos sonhos. Como todo mundo também tive momentos de decepções, angustias, tristezas e alegrias. Às tristezas sempre procuro me fortalecer através da bíblia com os ensinamentos do apóstolo Paulo,de experiências de amigos ou de livros de auto-ajuda que trazem reflexões de vida e convivência humana. Como autora e contadora de histórias tive grandes momentos que merecem serem partilhados: Juntamente com Adilma Pinto e Minho San Liver,parceiros do “História não tem hora”, nos apresentamos para o SESC Centro, SESC Comércio e o BiblioSESC que era um sonho a ser realizado como contadora de histórias. Em parceria com o Grupo Hannah de contadores de histórias realizamos a oficina “Quem tem medo do bicho-papão” para professores da rede municipal de Aracaju e também fizemos o mês da criança nas creches e escolas municipais que me trouxe de volta a amizade e o carinho do grupo do qual estava afastada. Através da minha volta ao grupo consegui realizar outro sonho, um grande sonho,o tal falado Simpósio Internacional dos Contadores de histórias no Rio de Janeiro ,do qual todos os amigos contadores já tinham participado. Agradeço a Fátima e Zezinho Colares por este grande momento vivenciado, além de conhecer o Rio, participei de um grande evento, de arrepiar a alma, pude também abraçar minhas pupilas Jéssica e Jhuly(autora de Minhocas e Paçocas) que agora desfilam como garotas Copacabana. E também tive o prazer de levar meu filho para sua primeira viagem.Foi uma grande benção! Outra grande benção foi o concurso do Desenho Super Pingo realizado na Biblioteca Clodomir Silva,que movimentou os jovens para demonstrarem o seu talento e para o conhecimento da arte de contar histórias.Tivemos mais de 50 inscritos que nos deixou surpresos e felizes. Depois do concurso, o mais difícil foi escolher o desenho que ilustraria a história. E como foi difícil! Após cinco dias de analises tivemos como vencedora Daniela Gomes da Silva estudante da Escola Estadual General Siqueira Campos. Depois tivemos um outro grande momento: o lançamento do Pingo,com a presença da vencedora,seu pai e da direção do colégio General Siqueira,do Grupo Hannah,amigos e toda equipe da Biblioteca. Agradeço a Tarcísio, Ivani ,Maria José, e toda família Clodomir por este momento de felicidade. Para esta realização também pude contar com grandes parceiros: Unimed , Espaço Vital,Eldorado casa da arte,Clinica Santa Helena,Unicat, Dr. Samuel Freire, Antenor Aguiar, o revisor Leonardo Bandeira,o amigo-psicólogo Helon Belmiro, o ilustrador da Capa: Isaias Marinho e a equipe Info Graphics. O Super Pingo teve a honra de ser lançado no Colégio São Paulo, Cantinho da Arte Unimed e no Shopping Prêmio de Nossa Senhora do Socorro, na livraria Cata Letras e também será trabalhado como paradidático no Colégio Elite e Criativo. Para completar o ano tivemos o Natal com histórias no HUSE, conhecido como Hospital João Alves onde sou voluntária todas as terças-feiras com o Grupo Prosarte , que é uns dos momentos que me sinto mais feliz e útil. Fiz campanha juntamente com o Grupo Hannah,onde conseguimos com amigos: Pastas, livros infantis,lápis,giz de cera, cadernos e também colaboramos com livros de nossa autoria para os kits Natal com Historias. Não pude comparecer, pois meu pai estava bem doente, mas o evento foi lindo e emocionante, atingindo as minhas expectativas, da tia Luiza do HUSE e do Grupo Hannah. Como escritora e contadora de histórias o ano foi bastante abençoado e como diz o ditado: o que não deu certo é porque não chegou ao fim, dias melhores virão. E hoje comemoro 5000 exibições no meu blog, que foi criado no mês de abril deste ano por minha filha, para que eu pudesse colocar meus textos, contos e eventos que participo. Então vamos esperar 2012 com entusiasmo e pedir a Deus sabedoria, força e coragem para enfrentar as adversidades e correr atrás dos sonhos. Termino essa pequena retrospectiva com pensamentos de grande sabedoria: Acredite que você pode, assim você já está no meio do caminho. Theodore Roosevelt A persistência é o menor caminho do êxito. Charles Chaplin A nossa maior glória não reside no fato de nunca cairmos, mas sim em levantarmo-nos sempre depois de cada queda. Confúcio Um Abraço abençoado pelo Cristo Redentor

terça-feira, 27 de dezembro de 2011

Super Pingo no Cantinho da Arte

Parabéns a Unimed por enriquecer a sociedade sergipana com o espaço que realmente merece ser chamado de cantinho da arte, agradeço a Rosemary, Amanda e a todos que fazem parte dessa família por mais esse momento especial na minha vida.
Paz , saúde e sucesso no ano de 2012

quinta-feira, 22 de dezembro de 2011

Um sonho realizado

Noite feliz, noite feliz... E o som da música invadia todo o ambiente. Léa arrumava sua linda casa para a recepção da noite de natal e de seu aniversário, que por coincidência eram no mesmo dia. À noite a casa estava linda! Léa começou a esperar os convidados, que vinham chegando aos poucos. Uns chegavam, cumprimentavam, comiam alguma coisa e iam embora, outros ficavam mais um pouco. Quando os sinos tocaram meia noite. Léa percebeu que já estava sozinha.
Ela ficou muito triste e sentou-se numa cadeira de balanço. Pensativa, ficou até adormecer e entrou no mundo estranho dos sonhos. Sua casa estava cheia, crianças correndo, outras brigando para poder armar a árvore de natal.
 - Vovó, eu posso ajudar também? - Não, Vinícius, você é muito pequeno, vá ajudar a enrolar os brigadeiros.
 - Lívia, cuidado para não quebrar a bola, querida!
 - Paulinha e Laís venham me ajudar a bater o bolo.
 - Danilde, minha linda, você toma conta de Suyane para vovó?
 - Tomo vovozinha.
 - Thalita, querida, dê um banho em Danila, que a cara dela está cheia de brigadeiro.
 De manhã D. Léa acordou sorrindo. E com muito amor para dar tomou uma decisão muito séria.
 D. Léa tinha muito dinheiro, nunca pensou em se casar, sempre viveu para o trabalho. Não se sentia velha, ao completar 60 anos. Agora ela sentiu que as pessoas precisam muito mais que coisas de luxo. E no dia 26 de dezembro, foi ao orfanato e adotou 8 crianças como seus filhos. Todos achavam um absurdo, que ela estava louca, mas D. Léa sabia que foi a melhor coisa que fez em sua vida.
 - No próximo natal, meus queridos, vocês vão encher essa casa de alegria. Boa noite, meus anjos!
 - Boa noite, mamãe! E as vozes soaram em coro. E Dona Léa foi dormir, com o coração cheio de amor e esperança.
 Telma Costa (Conto publicado no Jornal Sul de Sergipe pelo escritor Carlos Tadeu época em que colaborava com o jornal estanciano no ano de 1998 e também publicado no seu livro “A vida é um tremendo mistério” publicado em 2010.)

sexta-feira, 16 de dezembro de 2011

Edição de Natal do Cantinho da Arte

Edição de Natal do Cantinho da Arte acontece dia 19/12 Participe! A entrada é gratuita. A Unimed Sergipe, através da Coordenação de Responsabilidade Socioambiental, convida a todos para participar da comemoração natalina do Cantinho da Arte, a ser realizada no dia 19 de dezembro, a partir das 18h, no Centro Assistencial da Unimed Sergipe, situada na Rua Dom Bosco, nº 499. Nesta edição especial, o projeto receberá o poeta, escritor, designer gráfico, ator e artista plástico, Carlos Conrado, que apresentará sua obra inspirada em seus próprios sonhos e feita a partir de técnicas variadas. O Cantinho da Arte também recebe o escultor Jerônimo Freitas com sua arte produzida de variados recursos encontrados como despojos da sociedade. O tema em que sua arte mais se apoia é o culto afro e os orixás, modelados com a utilização da argila, sendo, em muitos casos, misturada a outras matérias. A repercussão do seu trabalho chegou aos Estados Unidos, onde expôs suas esculturas na cidade de Portland (Oregon). O público poderá conferir o trabalho do fotógrafo Roberto Trindade, especialista em fotografias aéreas. Ele também alimenta grande dedicação ao registro de povos e lugares, captando, de forma poética, as singularidades de locais muito especiais. Desde 2006, o fotógrafo percorre o mundo em busca das mais diferentes imagens, já tendo clicado as belezas de Fernando de Noronha, a marcante cultura Argentina, o orgulhoso Chile, o exotismo da Patagônia, a originalidade do Paraguai e a força histórica de vários países da Europa. Imperdível! Na literatura, o Cantinho da Arte receberá a escritora Telma Costa, que estará autografando a obra literária “Super Pingo”. O livro conta a história de um gato feliz que começa a ficar triste devido às brincadeiras que seus amigos fazem com seu nome. Magoado, ele decide mudar de nome. O livro aborda a questão da violência psicológica (bullying), seguido da temática do cuidado com os animais, abandono e a importância do nome de cada um. A parte musical será comandada pela cantora Isis Nataly, apresentando grandes canções da MPB. Para completar a noite, o Coral Unimed fará um emocionante Recital de Natal. O Cantinho da Arte conta com sua presença para mais uma noite memorável. Prestigie! Enviar a notícias Versão para impressão

segunda-feira, 12 de dezembro de 2011

Estatísticas do blogger

Entre sonhos e medos

   Hoje é natal, chove bastante nesta historia, chuva de falta de amor, afeto e esperança. Chove no Natal de Cíntia, menina triste, sem afeto, sem amor e sem Esperança. Cíntia a menina dessa história, vagava pela rua vestida com trajes de pobreza, quando viu um grupo de crianças abraçando um homem chamado Noel.       Disseram-lhe certa vez que este papai era um papai bonzinho que dava presentes para todas as crianças do mundo. O coração pequeno de Cíntia sentiu uma coisa diferente, ela entra na fila que estava formada para as crianças abraçarem o tal homem bonzinho, com olhos curiosos ela vê que algumas crianças ganhavam beijos, abraços e balas, mas só as bem vestidas e cheirosas.
Cíntia ganha uma bala sem abraço e beijo. A menina nos seus dez anos, descascou a bala e sentiu o amargo da vida.
  Mais a frente Cíntia encontra um grupo de pessoas, vestidas de modos diferentes, eram contadores de histórias que contavam a história de um homem bom que se chamava Jesus. Cíntia senta-se para ouvir as histórias, fecha os olhos e entra num mundo diferente, e ela se vê desse jeito: Cíntia estava vestida de princesa, protegida dos dragões, das bruxas, das mulas sem cabeça, dos lobos maus...
 Cíntia lembra do seu lobo mau, entrando no seu quarto, tocando seu corpo, sussurrando ao seu ouvido que ela era sua filha querida e que esta carícia era fruto do amor verdadeiro. Durante dois anos o lobo mau entra no seu quarto, até que...Uma bruxa disfarçada de fada mãe a expulsa de casa.
 Cíntia abre os olhos, olha ao seu redor, ninguém vê suas lagrimas. Os contadores de histórias falam para as crianças: Jesus te ama! Jesus te ama! Jesus te ama! Seu coração de menina lembra que um dia acreditou em Jesus e que em algum tempo seus velhos sapatinhos acreditavam no tal Papai Noel.
 Cíntia cabisbaixa caminha para sua moradia debaixo da ponte. Essa noite de Natal será diferente, não haverá lobos disfarçados de cordeiros, nem bruxas disfarçadas de fadas. Nessa noite de Natal Cíntia terá o abrigo da solidariedade, onde homens e mulheres sem tetos dividem o pão e a sopa orando com fé por um mundo melhor. Cíntia toma sua sopa, come o pão de cada dia e se recolhe no seu canto; fecha os olhos e escuta: "Jesus te ama, Jesus te ama"... Cíntia dorme com um sorriso nos lábios e sonha com uma voz que lhe diz: Cíntia nunca esqueça que o amor de Jesus é mais forte que tudo.
Inesperadamente os moradores daquele local recebe a visita uma equipe de televisão que leva para o mundo o sentimento de um natal simples, recheado de amor e solidariedade. Cíntia acorda e desperta seu sorriso para o mundo. Neste momento chega alguém que será muito especial na sua vida. Uma simples mulher que no seu olhar verdadeiro de fada mãe se encantou pelo olhar de Cíntia, e sentiu no seu coração que o amor maternal ali nascera entre elas.
Sara, assim se chamava a fada madrinha mãe que imediatamente interessou- se por Cíntia e demonstrou com sua determinação que queria cuidar dela. Esta grande mulher trazia nas mãos um livro infantil com histórias bíblicas que ofereceu para Cíntia, que recebeu meio tímida, mas muito feliz.
 Sara contou-lhe a história de Jesus e Cíntia sentiu pela primeira vez paz no seu coração. A parti daquele dia Sara passou a visitar Cíntia todos os dias quando saia do seu trabalho de educadora numa escola próxima ao local que Cíntia estava, e todos os dias Sara além de dar-lhe amor, dava-lhe também sabedoria. Até que a convidou para conhecer sua casa e então através dos conformes da justiça, Cíntia foi adotada  por Sara e seu esposo José.
 Cíntia hoje é uma grande mulher, graduada em Psicologia, pós graduada em Educação Especial, trabalha em uma Instituição Pública dedicando sua vida na causa das crianças sem lares e sem família. Além disso Cíntia é super grata a Sara e a José que a salvaram de um destino cruel e modificaram totalmente a sua vida de maneira positiva, nobre e enriquecedora.

Baseada em varias histórias reais
Autoras:Telma Costa e Cristina Rodrigues

segunda-feira, 5 de dezembro de 2011

O Relógio da Vida

Um dia, porém, também deixam de existir. O coração pára para sempre, os olhos fecham para contemplação de tudo e o cérebro deixa de funcionar. O homem e a mulher, entretanto como artigos pessoais e especiais, sempre serão lembrados pela sua fisionomia, pelo seu sentimento, pelos seus gestos e atitude na memória de muitos; bem diferente, portanto, dos relógios que marcam as horas, mas não assinalam a saudade.
Junot Silveira,a Tarde,Salvador,Ba. Do Livro As relações humanas em destaque de Gétúlio Pinto-Editora Nobel. Hoje dia 5 de dezembro fazem dois anos da morte carnal do meu irmão. Ainda lembro-me do seu olhar, da sua boca, dos cabelos... Ainda lembro-me dos nossos últimos dias juntos, do seu olhar de medo e esperança nas vésperas da cirurgia. Sinto saudades da nossa cervejinha no Farnaval e de como ele se lembrava de levar o prato de Aratu para meu marido na beira da maré “O cara paga tudo, tem que puxar o saco!” Dos telefonemas à tarde “Morena escuta essa música, olha tou aqui bebendo com os amigos, mas se quiser vou ficar aí com você?”. De quando ele foi o guia da minha cunhada Magali e seu marido Português “Rapaz, o cara é mesmo português, fala mesmo português,tem horas que nem entendo o que ele fala” Para chatear eu dizia “Quem manda não querer estudar”. Saudades,saudades,saudades...

NUVEM MARLI

Era uma vez uma nuvem que não gostava de ser nuvem. Vivia pelo céu tocada pelo vento, pra lá... pra cá ... pra lá...pra cá... A nuvem se chamava Marli e vivia reclamando e cantando assim: Sou nuvem ligeira No céu passeando De tanto ser nuvem Já tô enjoando (bis) A nuvenzinha Marli cantava pelo céu, muito zangada porque era uma nuvem e queria ser outra coisa. Um dia ela viu passando um bonito avião e disse: - Já sei, eu quero ser um avião. Começou a se espichar pra todos os lados. . Depois de muita luta, Marli conseguiu se transformar em um avião. Ficou no céu, pra lá... pra cá ... pra lá...pra cá...Marli não era um avião, não voava como um avião, não tinha piloto, não roncava como o avião. Desiludida, ela voltou a cantar assim: Sou nuvem ligeira
No céu passeando De tanto ser nuvem Já tô enjoando (bis) Foi quando ela viu um lindo passarinho voando ao seu redor e decidiu: - Eu agora quero ser um passarinho. E novamente começou se espichar pra todos os lados. Depois de muita luta, Marli conseguiu se transformar em um passarinho que ficava pelo céu pra lá... pra cá ... pra lá...pra cá... Passarinho canta e Marli não conseguia cantar, passarinho voa rápido e ela só ficava pra lá... pra cá... Que chato! Dizia Marli muito zangada, eu não quero ser nuvem. Cantava: Sou nuvem ligeira No céu passeando De tanto ser nuvem Já tô enjoando (bis) Muito zangada com sua vida de nuvem, Marli viu um brilhante foguete rasgando os céus. Que maravilha! – Disse Marli. Eu quero é ser foguete! E recomeçou os seus movimentos .Depois de muita luta, Marli conseguiu se transformar em um foguete que ficava pelo céu pra lá... pra cá ... pra lá...pra cá... Foguete solta fogo, Marli não conseguia soltar, e além disso cadê o piloto? Ela só ficava no céu pra lá... pra cá... Que chato! Dizia Marli muito triste, eu não quero ser nuvem e não consigo ser outra coisa. Sua tristeza foi tão grande que começou a chorar .
Chorou tanto que o lugar que ela estava começou a ficar bem verdinho, nasceu flores, folhinhas e uma relva muito linda! A nuvem Marli olhou aquela transformação admirada, e se perguntou: - Será que foi a minha chuva que fez isso? Para ter certeza, foi chorar em cima de uma árvore que estava muito feia e seca. Chorou durante algum tempo e eis que a árvore se transformou em um lindo pé com frutos, flores, folhas verdes. Marli descobriu que podia ser útil, que ser nuvem tinha suas vantagens e que se não fosse ela, as plantas morreriam. Descobriu que Deus tinha um trabalho pra ela e que ela era especial e unica. A partir de então ela ficou muito feliz bailando no céu pra lá... pra cá ... pra lá...pra cá... FIM

domingo, 4 de dezembro de 2011

Hospital do Senhor

Fui ao hospital do Senhor para fazer um check-up de rotina e constatei que estava doente. Quando Jesus mediu minha pressão, verificou que estava baixa de ternura. Ao tirar a temperatura, o termômetro registrou 40 graus de egoísmo. Fiz um eletrocardiograma e diagnosticaram que necessitava de uma ponte de amor, pois minhas artérias estavam bloqueadas por não abastecerem meu coração vazio. Ortopedicamente tinha dificuldade para andar lado a lado e por não conseguir abraçar irmãos por ter fraturado o braço; ao tropeçar na vaidade, tinha miopia, constatada por não enxergar além das aparências. Queixei-me de não poder ouvi-lo. Então, Ele diagnosticou: bloqueio, em decorrência das palavras vazias ditas no dia a dia. Obrigado Senhor, por não ter custado nada a consulta, por sua grande misericórdia. Prometo, após ser medicado e receber alta do hospital, somente usar homeopatia, que são os remédios que me indicou e estão no receituário do Evangelho de Jesus Cristo. Vou tomar ao me levantar, chá de obrigado Senhor, ao entrar no trabalho, um suco de bom dia irmão, de hora em hora, um comprimido de paciência com meio copo de humildade e, ao deitar, duas cápsulas de consciência tranqüila. Assim, tenho certeza, que não ficarei doente e, que todos os dias serão de Natal. Prometo prolongar este tratamento preventivo por toda a minha vida, para que quando me chamar a morte, seja natural. Obrigado Senhor, e, perdoe-me por ter tomado o seu tempo. Anônimo

segunda-feira, 21 de novembro de 2011

O Compadre Besta e o compadre Sabido

O Compadre Besta e o compadre Sabido

Essa história me foi passada por minha mãe numa ocasião muito especial!
Fazendo visitas voluntárias como contadora de histórias do Grupo Prosarte no Hospital Governador João Alves, conheci um garoto de 12 anos que por seu longo período de internação, criamos um vínculo de amizade, que muita das vezes, eu ia ao hospital, não só como contadora de histórias, mas também como amiga. Ele já cansado de toda rotina de remédios e procedimentos hospitalares começou a cobrir o rosto para não vê mais ninguém. Vindo de umas das visitas contei pra minha mãe o que estava ocorrendo, que o meu amiguinho não queria nem mais ouvir os contadores de histórias, nem a história da dona Baratinha e Minhoca Lolita que ele mais gostava e ria bastante!
Foi quando minha mãe se lembrou de uma história que o pai dela contava, gostei e ensaiei para levá-la para o meu amiguinho. Quando cheguei, ele estava com o lençol na cabeça, a mãe falou pra ele: Victor é Telma, a contadora de histórias, veio aqui só para te ver. Ele continuou com o lençol no rosto, contei a história e depois fiz um relato de um fato parecido que tinha ocorrido comigo. Foi quando, devagarzinho, ele foi tirando o lençol e me olhou sorrindo. Isso aconteceu numa quinta-feira, e no domingo ele veio a falecer. Até hoje guardo no meu coração a imagem de um lindo sorriso de um anjo chamado Victor.
Há cinco anos que não conto essa história e no Simpósio internacional de Contadores de Histórias no Rio de Janeiro, tive a oportunidade de contá-la e foi muito especial. Todos gostaram e meu coração sentiu paz por ter compartilhado uma história simples, mas de grande significado para mim.

Agora vamos viajar para o mundo do ERA UMA VEZ, lá numa terra distante onde moravam dois compadres que eram muito amigos...

Há algum tempo atrás, conta minha mãe, que havia perto da terra dela, Lagoa das Esperas, dois compadres: um que gostava de ouvir histórias e outro, é lógico, que amava contar histórias. Os dois iam pra roça juntos,sorrindo,cantando, e as comadres também seguiam a prosa, pois como ainda não tinham filhos, toda lida era dividida. Fazia gosto de se ver tanta união.
Como o compadre Besta adorava as prosas do compadre Sabido, convidou ele para tomar um café com cuscuz de milho ralado que sua mulher fazia melhor que ninguém.
Foi uma noite maravilhosa, o cuscuz delicioso que só a comadre Besta sabia fazer e as histórias na viola que só o compadre Sabido sabia contar. Foi uma festança, até o povo da vizinhança apareceu.
O tempo foi passando e todas as noites o compadre Sabido aproveitava a culinária da comadre Besta e o compadre Besta se encantava com as prosas do contador de histórias.
Pensando bem era uma justa troca, como diz São Paulo “dar com liberalidade e receber com gratidão.” Só que o compadre Sabido queria dar muito do que ele tinha “Seu repertório de histórias”. ETA homem que tinha histórias, histórias para o almoço, histórias para o jantar... Histórias para almoço? Pois é, além do jantar, agora vinha a fava com piaba que só comadre Besta sabia fazer.
O tempo foi passando e com o passar do tempo a nossa inteligência ou desconfiança aumenta e foi certa manhã que o compadre Besta acordou e disse: muié, eu acho que esse meu compadre está muito do “sabido”. Oiá ele vem todos os dias com sua prosa, que eu até gosto, janta, almoça... Você já viu que ele até botou banheiro dentro de casa. Acho que nós ta dando de besta, ele tá economizando comida muié.
Foi essa grande descoberta do compadre Besta que o fez arquitetar um grande plano!
Ele combinou com sua mulher de não ir pra roça, fingir que tava doente, comer mais cedo, comer de montão para encher a pança até o amanhecer do outro dia. E assim fizeram.
Lá pra meio dia, os compadres Sabidos vieram, se achegaram , o compadre contou histórias, tocou a viola, e nada do rango sair. O tempo foi passando, e meio sem jeito, disfarçadamente, eles olhavam para o fogão, e nadica no fogo. E deram duas horas, três horas, quatro, cinco, seis. O compadre Sabido já tava suando igual pano de cuscuz, a mulher a desmaiar, coitados, tantas horas só alimentado o compadre com suas histórias e a pança deles rosnado igual ao de cachorro vira-lata, não era justo, algo tinha de errado nessa história. Ele chama sua mulher no canto e diz: - muié, vamos embora que acho que o compadre “besta” virou foi “sabido”.
E os dois saíram, meio sem jeito, de mansinho, e naquela noite nem lua cheia tinha para alimentar a alma daqueles dois. Fazia dó de se ver, era de cortar o coração. Dizem que eles passaram em casa, pegaram uma mala vermelha que tinha escrito “Os contadores de histórias mais sabidos do mundo” e saíram mundo afora.
Assim me foi passada essa história, e eu só peço, um favor para quem leu: caso alguém encontre esses dois por aí, por favor, diga que minha mãe mandou lembranças e que o compadre Besta de tanto ouvir histórias aprendeu a contá-las e agora reúne todos os sábados o povo da redondeza na porta dele e que eles levam café, bolo de milho, de fubá,carne assada com farinha e que a prosa dura até o sol raiá.
Pensando bem, é uma justa troca “dar com liberalidade e receber com gratidão.” Assim nos ensina o mestre São Paulo.
FIM
Conto popular- Adaptação: Telma Costa

sexta-feira, 18 de novembro de 2011

Simpósio Internacional de Contadores de Histórias



Rio de Janeiro –novembro de 2011

Amei participar de um evento exclusivamente dedicado a arte de contar histórias que enriqueceu bastante a todos os sergipanos que estiveram presentes (Grupo Hannah,Prosarte,Os Trupicando e nossas amigas Cris e Mônica).
Foi uma honra participar das palestras, oficinas e a maratona de contação (24 Horas) ininterrupta com contadores estrangeiros e os melhores do Brasil.
Deixo o registro desse belo momento de aprendizado, energia positiva, amor a arte e a literatura.






quarta-feira, 2 de novembro de 2011

O palhaço da vida e o sorriso da morte

Sorri de você
Sorri com você
Sorri com o tempo da gente
Sorri de nos dois dividindo o mesmo espaço
Conhecendo outros sorrisos
Sorriso de esperança
Sorriso de medo
Sorriso de fé
Podíamos montar o circo do sorriso
Seriamos os palhaços da vida
Da vida com risco
Vida sem risco
Vida com futuro
Vida sem sombras do amanhã
Montamos o palco
Ligamos o rádio
Cantamos uma canção
Canção embriagada de fé e esperança
De repente o rádio silencia
O rádio pifou
Troquem as pilhas-alguém gritou
Nada adiantou
O radio quebrou
No mesmo instante a luz do palco se apaga
Todos os sorrisos se escondem
Sinto o desespero da solidão
Uma vela ascende
Sinto calafrio
Vejo você calada
Você odalisca da minha vida
Seu rosto coberto por um véu negro
Arranco o véu da escuridão
Você nua, sem disfarce
Você agora é real
Você é a dama da morte
Que sem pedir licença
Carrega o meu sorriso
Sorriso amarelado de medo
Que parte sem tempo
De despedir-se dos sorrisos amigos

Telma Costa
Poesia inspirada no meu irmão, falecido em 5 de dezembro de 2009, classificada no 28º Concurso de Poesia Falada de Estância(Maio de 2010).

terça-feira, 1 de novembro de 2011

Envelhecer

No dia 1 de novembro de 2010 véspera do meu aniversário, estava no quintal da casa de Estância com meu pai, quando ele perguntou:
- Que dia é hoje?
- 1 de novembro, amanhã é 2, dia de finado e meu aniversário!
- Quantos anos você completa?
-45 anos, estou perto da 3ª idade!
- O que é isso?
Respondo:
- Entrando na velhice, depois dos 50 anos a gente entra na 3ª idade. Com quantos anos o senhor acha que a pessoa envelhece?
Sabiamente ele responde:
- Quando a gente deixa de sonhar e fazer as coisas que gosta...

quinta-feira, 27 de outubro de 2011

LANÇAMENTO DO SUPER PINGO




Super Pingo

Super Pingo é um gato feliz que começa a ficar triste devido à “mangação” que seus amigos fazem de seu nome. Magoado ele decide mudar de nome, mas para isso precisa da assinatura de sua mãe. Não conseguindo, ele decide fugir para bem longe, só que no meio da fuga acontece algo inesperado que traz mudanças para sua vida.
O livro aborda a questão da violência psicológica (bullying), seguindo da temática do cuidado com os animais, abandono e a importância do nome de cada um.
O lançamento do Super Pingo aconteceu no dia 21 no COC e dia 25 na Biblioteca Clodomir Silva com a participação especial da vencedora Daniela Gomes e da professora Ana Paula do Colégio General Siqueira, do Grupo Hannah, do diretor da Biblioteca Tarcísio Bruno,família e amigos.
Tudo aconteceu de maneira harmoniosa e divertida, só tenho a agradecer a Deus por mais esse presente.




domingo, 23 de outubro de 2011

Oficina “Quem tem Medo do Bicho-Papão?”

No dia 19 de outubro foi realizada no Cemarh (Centro de Aperfeiçoamento em Recursos Humanos) a oficina “Quem tem Medo do Bicho-Papão?”, que teve como objetivo debater com os professores da rede municipal de ensino a temática do medo na fase infantil. O livro “Tião e o Bicho-Papão”, de minha autoria, serviu para contextualizar a respeito do tema que é universal, visto que o medo faz parte da realidade de todas as crianças e dos adultos também. A oficina foi ministrada pela pedagoga e contadora de história Fátima Beatriz,com toda a equipe do grupo Hannah e eu como autora do livro e contadora de histórias. O resultado foi surpreendente, pois os professores externaram seus medos através dos depoimentos e das dinâmicas aplicadas. Contamos varias histórias envolvendo o tema: O sapo com medo d’água, Big Loura, Eu caio, O Campo Santo, Tião e o Bicho-papão e outras. Enfim, concordamos que através das histórias podemos comover e estimular a criança a liberar seus medos, mostrando que ele existe, mas deve ser enfrentado, só é ter coragem e criatividade como Tião para afugentar os bichos-papões. Todos os professores que participaram da oficina receberam o livro para aplicarem a temática com os seus alunos. Esperamos que tenhamos contribuído de maneira positiva e desejamos-lhes sucesso e que continuem contando e encantando seus alunos com histórias que ensinam e divertem.




quarta-feira, 5 de outubro de 2011

Concurso de desenho movimenta a Clodomir Silva

Telma Costa fala sobre o seu trabalho na Clodomir Silva (Fotos: Ascom/Funcaju)
A escritora sergipana, Tarcísio Bruno e Ivany Braz
Estudantes dos colégios Unificado e General Siqueira lotaram a Biblioteca
Na ocasião, Telma Costa ainda falou sobre bullying
A última terça-feira, 4, foi marcada por muita interação entre crianças e contadores de histórias na Biblioteca Municipal Clodomir Silva, uma das unidades da Fundação Municipal de Cultura e Turismo (Funcaju). Na ocasião, Telma Costa contou a história de 'Super Pingo', seu mais recente livro, a quase 50 crianças que lotaram o auditório da biblioteca. Essa foi uma das etapas do concurso que vai escolher a ilustração da capa do novo projeto da escritora sergipana. Cerca de 43 crianças e adolescentes, entre 10 e 16 anos, inscreveram seus desenhos.
O diretor da biblioteca, Tarcísio Bruno, e a coordenadora do setor infanto-juvenil da instituição, Ivany Braz, estiveram junto com a autora de 'Super Pingo' e apresentaram o espaço da biblioteca aos jovens desenhistas. Logo em seguida, Telma Costa contou a história do seu mais recente livro. "O objetivo é fazer com que as crianças tenham mais opções sobre o quê e como desenhar. Eles podem ilustrar o personagem especificamente, ou uma cena do livro, por exemplo. Todos estão livres para mostrar do que são capazes", disse a escritora sergipana.
Depois da contação de história, um debate sobre o bullying aconteceu no setor infanto-juvenil da biblioteca. A temática faz parte da história de 'Super Pingo', assim como a preservação do meio ambiente e o respeito pelas diferenças. Segundo Telma Costa, o aspecto mais interessante de sua obra é que os temas abordados no livro podem ser trabalhados de diferentes maneiras na sala de aula.
Satisfação
O processo de identificação e interação do jovem público também surpreendeu a escritora. "O encontro de hoje superou as minhas expectativas. As crianças perguntaram bastante e opinaram muito. Posso ver como estão animados para começarem a desenhar e isso me deixa ainda mais empolgada para as próximas etapas do concurso", confessa a autora de 'Super Pingo'.
O diretor da Clodomir Silva também se surpreendeu com o resultado da dinâmica e argumentou a relevância do concurso. "É importante que a criança também se perceba como produtor da literatura. Ela sai do universo do leitor e se vê como parte da construção de uma obra. Isso é muito interessante, pois a criança percebe sua capacidade e é estimulada a aprender mais, a ter mais criatividade. Telma também é responsável pelo sucesso dessa empreitada, sua parceria cada vez mais frequente com a biblioteca tem contribuído muito para o crescimento da instituição", afirmou Tarcísio Bruno.
Premiação
As crianças inscritas terão que entregar seus desenhos prontos, na sede da Biblioteca Clodomir Silva, até a próxima sexta-feira, 7. Após a entrega, a escritora vai analisar os desenhos e selecionará o vencedor do concurso. O autor da obra escolhida será anunciado no lançamento do livro, que ocorre no dia 25 de outubro, também na Biblioteca. O grande vencedor leva a quantia de R$ 50, um curso de desenho na Casa de Arte Eldorado, dez livros e um prêmio surpresa da escritora Telma Costa. Os outros participantes serão premiados com um exemplar de 'Super Pingo'.
http://www.aracaju.se.gov.br/index.php?act=leitura&codigo=47704

segunda-feira, 26 de setembro de 2011

CONCURSO DE DESENHO “SUPER PINGO”

Prefeitura Municipal de Aracaju
Fundação Municipal de Cultura, Turismo e Esportes.
Biblioteca Pública Municipal Clodomir Silva


CONCURSO DE DESENHO “SUPER PINGO”

A autora Sergipana Telma Costa (Autora de oito livros infantis e do cd “história não tem hora”), está com mais um livro pronto para o lançamento, e você pode fazer parte desta história.O livro intitulado “Super Pingo”, poderá contar com um desenho de sua autoria na parte interna do livro.A autora juntamente com a Biblioteca Pública Municipal Clodomir Silva, lança o concurso de Desenho “Super Pingo”.
REGULAMENTO

Este concurso tem como objetivo estimular o jovem a demonstrar sua criatividade e incentivar o valor da leitura como processo de transformação para o seu desenvolvimento.

1- Será apresentado aos inscritos a História do Super Pingo que inspirará o desenho que fará parte do novo livro da escritora;
2- O desenho tem que ser de acordo com a história contada;
3- O desenho tem que ser em preto e branco e também pode ser usadas técnicas de xilogravura.
4- Os inscritos terão que respeitar as datas estipuladas para o concurso
PARTICIPAÇÃO

Poderão participar do Concurso de Desenho “Super Pingo” crianças e adolescentes de 10 a 16 anos, devidamente inscritas no concurso. O limite máximo de concorrentes será de 40 inscritos, computados por ordem de inscrição.

INSCRIÇÃO

Para realização das inscrições faz-se necessário o preenchimento da ficha de inscrição; apresentação de documento de identificação oficial (certidão de nascimento ou identidade e assinatura do responsável).
Horário: Das 08:00 às 12:00 e 14:00 às 17:00 h.
Local: Secretaria ou setor Infanto Juvenil da Biblioteca Pública Municipal Clodomir Silva, Situada à Rua Santa Catarina, 314 bairro:Siqueira Campos.

Período de inscrições: 26 a 30 de Setembro
Contação da história do “Super Pingo” com participação da autora Telma Costa: 04 de Outubro (a não participação dos inscritos nesta data implica em eliminação do concurso
Entrega dos Desenhos: 07 de Outubro.
Lançamento do Livro: 25 de Outubro às 18:30 h

JULGAMENTO

A autora selecionará o melhor desenho levando em consideração os critérios de: Originalidade e criatividade.


PREMIAÇÃO
O vencedor do concurso receberá como premiação:
• 10 livros de presente como incentivo ao seu talento;
• A quantia de R$ 50,00 (Cinqüenta reais)
• E um curso de Desenho da Casa da Arte Eldorado

DISPOSIÇÕES GERAIS

O resultado do concurso será divulgado no blog da biblioteca e o vencedor participará do evento de lançamento do livro, onde receberá a premiação. O ilustrador deverá autorizar a imagem do desenho para ser usado no livro de Telma Costa “Super Pingo”.O vencedor do concurso receberá a premiação no dia do lançamento do livro da autora.

sexta-feira, 9 de setembro de 2011

Frases interessantes que já vi nos vidros dos carros:

Frases interessantes que já vi nos vidros dos carros:

Eu sonho, meu pai realiza!
(Pensei: qual pai? Se for Deus o “p” tinha que ser maiúsculo, e se for o pai biológico, sorte dele, nem todos têm pai rico para realizar sonhos.)

Eu sou abençoado!
(E quem não tem carro?)
Até que gosto de andar a pé, fico mais magra, e de ônibus, ouço histórias bem interessantes e só reclamo no horário de pique. Bom, também me sinto abençoada!

Este foi presente de Deus
(Pensei: Será que a igreja que ele frequenta fez o sorteio do carro? Quase que parei para perguntar o endereço. Fiquei com vergonha.)

Este é de Jesus
Imagino a cena de uma blitz: “Por favor senhor(a) a carteira de motorista”????

Na nossa cidade onde se ver exibição de carros novos e semi novos, amei a frase que vi no fusquinha:
Não me inveje, trabalhe!
(Quem já leu frases interessantes em carros, que achou engraçada ou questionadora, por favor, divulgue no blog).

Abraços

segunda-feira, 5 de setembro de 2011

A FLOR DA HONESTIDADE

Para o mês das flores uma bela história para contar e encantar!

Conta-se que por volta do ano 250 a.c, na China antiga, um príncipe da regiao norte do país, estava as vésperas de ser coroado imperador, mas, de acordo com a lei, ele deveria se casar.

Sabendo disso, ele resolveu fazer uma "disputa" entre as moças da corte ou quem quer que se achasse digna de sua proposta. No dia seguinte, o príncipe anunciou que receberia, numa celebraçao especial, todas as pretendentes e lançaria um desafio.

Uma velha senhora, serva do palácio ha muitos anos,ouvindo os comentários sobre os preparativos, sentiu uma leve tristeza, pois sabia que sua jovem filha nutria um sentimento de profundo amor pelo príncipe.

Ao chegar em casa e relatar o fato a jovem, espantou- se ao saber que ela pretendia ir a celebraçao, e indagou incrédula:

- Minha filha, o que você fará lá? Estarao presentes todas as mais belas e ricas moças da corte. Tire esta idéia insensata da cabeça, eu sei que você deve estar sofrendo, mas nao torne o sofrimento uma loucura.

E a filha respondeu:

- Nao, querida mae, nao estou sofrendo e muito menos louca, eu sei que jamais poderei ser a escolhida, mas é minha oportunidade de ficar pelo menos alguns momentos perto do príncipe, isto já me torna feliz.

A noite, a jovem chegou ao palácio. La estavam, de fato, todas as mais belas mocas, com as mais belas roupas, com as mais belas jóias e com as mais determinadas intençoes. Entao, finalmente, o príncipe anunciou o desafio:

- Darei a cada uma de vocês, uma semente. Aquela que, dentro de seis meses, me trouxer a mais bela flor, será escolhida minha esposa e futura imperatriz da China.

A proposta do príncipe nao fugiu as profundas tradiçoes daquele povo, que valorizava muito a especialidade de "cultivar" algo, sejam costumes, amizades, relacionamentos etc...

O tempo passou e a doce jovem, como nao tinha muita habilidade nas artes da jardinagem, cuidava com muita paciência e ternura a sua semente, pois sabia que se a beleza da flor surgisse na mesma extensao de seu amor, ela não precisava se preocupar com o resultado. Passaram-se três meses e nada surgiu. A jovem tudo tentara, usara de todos os métodos que conhecia, mas nada havia nascido. Dia após dia ela percebia cada vez mais longe o seu sonho, mas cada vez mais profundo o seu amor.

Por fim, os seis meses haviam passado e nada havia brotado. Consciente do seu esforço e dedicaçao a moça comunicou a sua mae que, independente das circunstâncias retornaria ao palácio, na data e hora combinadas, pois não pretendia nada alem de mais alguns momentos na companhia do príncipe.

Na hora marcada estava lá, com seu vaso vazio, bem como todas as outras pretendentes, cada uma com uma flor mais bela do que a outra, das mais variadas formas e cores. Ela estava admirada, nunca havia presenciado tao bela cena.

Finalmente chega o momento esperado o príncipe observa cada uma das pretendentes com muito cuidado e atençao.

Após passar por todas, uma a uma, ele anuncia o resultado e indica a bela jovem como sua futura esposa.

As pessoas presentes tiveram as mais inesperadas reaçoes. Ninguém compreendeu porque ele havia escolhido justamente aquela que nada havia cultivado.

Entao, calmamente o príncipe esclareceu:

- Esta foi a única que cultivou a flor que a tornou digna de se tornar uma imperatriz. A flor da honestidade, pois todas as sementes que entreguei eram estéreis.

A honestidade é como uma flor tecida em fios de luz, que ilumina quem a cultiva e espalha claridade ao redor.

Autor desconhecido
http://contoselendas.blogspot.com/2004/10/flor-da-honestidade.html

quarta-feira, 31 de agosto de 2011

Mês de Agosto


Comemora-se:
Dia do Estudante
Dia do Folclore
Dia do Soldado
Dia do Selo
Dia dos pais
Dia Nacional de combate ao Fumo
E ontem 30 de Agosto foi um dia de emoção no Cantinho Cultural dos Correios com a apresentação do Coral da APAE (Associação dos Pais e Amigos dos Excepcionais) e do relançamento do meu oitavo título “Tião e o bicho-papão”.
Agradeço a Ginaldo (Assessor de Comunicação dos Correios) pela oportunidade aos convidados que prestigiaram com grande entusiasmo e a APAE que tornou o DIA mais que especial! ABENÇOADO!
E assim finda o mês de agosto e esperamos setembro com todas as cores e flores!




quarta-feira, 24 de agosto de 2011

Deus escolhe as mães


Deus escolhe as mães


Tente imaginar Deus pairando sobre a Terra e selecionando as mães com grande cuidado. Ele instrui seus anjos a tomarem nota sobre quem terá um filho, uma filha, gêmeos, seus anjos protetores... Finalmente ele passa um nome e sorri: “Dê a ela um filho cego.”

O anjo: “Por que, Senhor? Ela é tão feliz.”

“Exatamente”, diz Deus. “Como poderia dar uma criança com deficiência a uma mãe que não soubesse rir? Seria uma crueldade.”

“Mas ela tem paciência?”, pergunta o anjo.

“É justamente o que ela vai aprender a desenvolver. Quando o choque e o ressentimento passarem, ela saberá cuidar da situação.”

“Mas ela nem acredita na Sua existência.”

Deus sorri. “Dou um jeito nisso. Ela é perfeita. Tem certa dose de egoísmo.”

O anjo se surpreende: “Isso é uma virtude?”

Deus confirma: “Se ela não conseguir se separar da criança de vez em quando, para tratar de si mesma, não vai sobreviver. Sim, aqui está uma mulher a quem abençoarei com um filho imperfeito. Ela vai levar tempo para descobrir as bênçãos que isso lhe trará. Mas, aos poucos, deixará de achar – como a maioria – que os progressos e as conquistas são comuns e passará a valorizá-los. Ela vibrará a cada pequeno passo à frente.

Quando precisar descrever o pôr-do-sol ao seu filho cego, ela o verá como poucas criaturas vêem as minhas criações. E os perfumes da natureza a inebriarão quando ela perceber a importância que têm para seu filho.” “Vou permitir a ela ver as coisas que vejo – ignorância, crueldade, preconceito – e dar oportunidade para que as supere. Não só estarei a seu lado cada minuto, como me manifestarei em cada gesto de coragem e amor que ela tiver.”

“E qual será seu anjo protetor?” perguntou o anjo, a caneta suspensa no ar.

Deus sorri. “Um espelho bastará.”

Para Saber Mais: esta história faz parte do livro Histórias para Aquecer o Coração 2 – 50 Histórias de Vida, Amor e Sabedoria, de Jack Canfield e Mark Victor Hansen (Editora Sextante). Os autores foram buscar, entre milhares de relatos reais, histórias comoventes de superação que tem a vida e da força com que nos impele a enfrentar desafios e dificuldades.

“O amor é a força mais sutil do mundo” Mahatma Gandhi


Fonte:http://www.motivaonline.com.br/artigo/48012-deus-escolhe-as-maes.html



sexta-feira, 19 de agosto de 2011

Adoro fazer anotações


Nas palestras que frequento, adoro fazer anotações.
Tem algumas que vale à pena compartilhar:

Fórum Brasil Criativo:
O que é sucesso?
Aos 4 anos- Não usar fraldas
10 anos - Ter amigos
20 anos - Fazer sexo
40 anos - Ter dinheiro
60 anos - Fazer sexo
80 anos- Não usar fraldas
Fracasso:
Só existem três possíveis fracassos na vida:
1º Não tentar (exigir a perfeição por medo de criticas)
2º Não perseverar (desistir na 1ª dificuldade)
3º Não aprender com erros cometidos
Mensagem:
“Caminhante, não existe caminho.
Faz-se caminho ao caminhar”
Antônio Machado (poeta espanhol)

Palestra de Nelma Penteado- Teatro Tobias Barreto
Mulher palco- a que vai em busca
Mulher platéia- a que espera
Mulher diamante- ela faz, ela acontece
A mulher diamante pensa.
A beleza está no poder da essência.
Pensar melhor para ter uma vida melhor.
Mandamentos da palavra amor
A- Alegria, alto- astral. Seja alegra, enxergue sua vida, seu emprego com alegria.
A- Atitude. Sem atitude você não vai a lugar nenhum
A- Autoestima. Se você não se achar maravilhosa, quem vai te achar?
M- Mudança. Tudo que você precisa para ser feliz é mudar.
M-Movimento. Seja uma pessoa que distribui carinho.
O - Orgasmo. Prazer pela vida. Se não tiver gostando do emprego, mude de trabalho.
O- Organização. Organize sua vida. A corrida pelo ouro é importante, mas não podemos esquecer o principal.
R- Recreação. Não mate a criança que existe em você, não deixem que acabem com sua alegria.
Se você se tratar como um diamante, será tratada como diamante.
Seja um diamante!
Ame-se, goste-se, valorize-se mesmo!

Adolescência e seus amigos-Rede Sergipana de amigos da paz
O importante é ensinar os nossos filhos a ter discernimento para que eles tenham respeito pelo próximo.
Nessa fase eles descobrem o que é verdade e é mentira e chegam a conclusão que os pais mentem, abandonam.
O adolescente não está interessando em fazer a coisa certa, está interessado em fazer a dele.
É um momento de idealismo. É um bom momento para ensinar a cidadania, não só falando, mas fazendo.
O maior erro dos pais é permitir tudo, se eu me preocupo com você é porque gosto de você.
Faça o que tem de ser feito:
Sim,sim! Não,não!
Viver em família é uma troca. Ensinar os filhos a dividir tarefa.
Está havendo decadências nos valores. Os pais não podem ser muitos permissivos.
Ter tempo para ir a escola saber do boletim, do comportamento.
Deixe o adolescente ser adolescente.
A criança condenada aprende a condenar. Se vive com esperança, aprende a ter fé. Quando vive valorizada, aprende a valorizar.
Deixar o adolescente ser adolescente e estar sempre por perto para juntar os cacos.



domingo, 14 de agosto de 2011

Bibliotecas de Sergipe



Biblioteca da CODEVASF



Avenida Beira Mar, 2150- Aracaju/Se

Tel.(79) 3217-5010



Biblioteca da CODISE

Av. Heráclito Rolemberg, s/nº

Distrito Industrial - Aracaju/Se



Biblioteca da EMBRAPA

Av. Beira Mar, 3250 - Aracaju/Se

Tel 3217-1300

Horário: 7:30 às 11:30 e das 13:30 às 17:30

 

Biblioteca da PETROBRAS


Rua Acre, 2504 - Siqueira
Campos

49.080-010 - Aracaju/Se

Tel. 34212-2675

Horário: 8:30 às 17 h






Biblioteca do Tribunal Regional Eleitoral



CENAF - Lote 2, Variante 7

Capucho - 49.080-000

Aracaju/Se

Tel. (79) 3216-8643

 


Biblioteca do Tribunal de Justiça de Sergipe


Rua Pacatuba,  Aracaju/Se

Tel.:

Horário:

 

Biblioteca da Justiça Federal de Sergipe



Fórum Ministro Geraldo Barreto Sobral - Av. Dr. Carlos Rodrigues da
Cruz, 1500 – Centro Adm. Gov. Augusto Franco – Bairro Capucho

CEP: 49 080-190 – Aracaju-SE
Telefones: (79) 3216
-2267 / 3216 – 2336

E-mail:

bibliot@jfse.jus.br














Biblioteca do Colégio Módulo

Rua dos
Cravos, 247

Lot .Pq.dos Coqueiros - Inácio Barbosa

Aracaju/Se


Tel. 2349-1005    r/27

Horário: 2ª a 6ª das 7 às 17:30


Biblioteca do Colégio Salesiano

Rua Riachuelo,
1.386 - Aracaju/Se

Tel.. 3211-3572   





Bibliotecas do SENAI

Centro de Educação e Tecnologia Albano Franco


Av. Tancredo Neves, 2001

D.I.A - Distrito Industrial de Aracaju

40.040-490 - Aracaju/Se


Tel. 3249-2468

Centro de Educação e
Tecnologia da Construção Civil Albano Franco


Av. Tancredo Neves, 5.600

Bairro América - 49.080-470-
Aracaju/Se

Tel. 3259-1360





Biblioteca do Tribunal Regional

do Trabalho - 20ª Região

Av. Dr. Carlos
Rodrigues da Cruz, s/n - Centro Adm. Gov. Augusto Franco. 1º andar.

Bairro: Capucho. CEP - 49080-190 - Aracaju - SE

Tel. (0XX79)2105-8722


Tel.fax (0XX79)2105-8821

WEBMAIL: sdoc@trt20.jus.br

HORÁRIO DE
FUNCIONAMENTO: DE SEG. A SEX. DAS 7h30m às 15h30m




 

















Bibliotecas Públicas










Biblioteca do Colégio Estadual Atheneu Sergipense

Praça Graccho
Cardoso, s/n

São José - Aracaju/Se

Tel.: (79) 3214-0525



Biblioteca do Colégio Graccho

Rua Frei
Paulo, 154

São José - Aracaju/Se

Tel. 3211-0550




Centro de Educação e
Tecnologia Coelho e Campos



Rua Própria, 201 - Centro

49.010-020 - Aracaju/Se

Tel. 3226-7200

Biblioteca do SESC

Av. Ivo do Prado, 840 - Aracaju/Se


Tel . 3211-1575

  


Biblioteca
Pública Estadual

Epifânio Dórea

Rua  Dr.
Leonardo Leite, s/n - São José -
Aracaju/Se


Tel. (79)3179-1935/ 3179-1907

Horário: 2ª a 6ª das 07 às 19h

Sábado das 08 às 12h













Biblioteca do Colégio Master

Rua
José Seabra Batista,106


Jardins -
Aracaju/Se

Tel. 3226-0700

Horário: 2ª a 6ª das 14 às 19 h



Biblioteca do
Colégio Saint Louis


Rua
Francisco Portugal, 150

Salgado Filho - 40.050-390

Aracaju/Se

Tels 2107-4787/4763



Biblioteca do Centro Federal de Educação Tecnológica de Sergipe
- CEFET


Av. Engº
Gentil Tavares da Motta, 1.166

Getúlio Vargas - 49.055-260

Aracaju/Se

Tel. 3213-0908 





Biblioteca do Hospital João Alves Filho


Av. Tancredo Neves, s/n

Capucho - Aracaju/Se

Tel.: 3126-2870



bibliotecahgjaf@se.gov.br


Biblioteca  do Memorial de Sergipe


Av. Beira Mar, s/n - Centro

Aracaju/Se

Tel.(79) 3211-3579


Horário:  08 às 18h

 


Biblioteca do Sebrae

 Centro de Documentação e Informação - CDI


Av. Tancredo Neves,
5500


Tel: 2106 - 7735


acacia.dantas@se.sebrae.com.br






Biblioteca Pública  Municipal


Clodomir Silva


Rua Santa Catarina, 514

Siqueira Campos - 49.075-270

Aracaju/Se

Tel. (79) 3179-3742/3179-1380

Horário: 2ª á 6ª das 08  às 22h


Sábado, domingo e feriado das

09 às 13h

E-mail:


biblioteca.clodomirsilva@aracaju.se.gov.br




Biblioteca  Pública Municipal

Ivone de Menezes Vieira


Praça Major Edeltrudes Teles -

Conjunto Augusto Franco - Farolândia -
Aracaju/Se
Tel. (79) 3179-4610/4611
Horário:  2ª á 6ª das 08 às 20h
Sábado, domingo e feriado das
09 às 13h
E-mail:


biblioteca.ivonevieira@aracaju.se.gov.br
 










Biblioteca do IHGSE
Instituto Histórico e Geográfico
de Sergipe
Rua Itabaianinha, 41 -Centro
Aracaju/Se
Tel (79) 3214-8491
Horário: 2ª a 6ª das 08 às 12h
e das 14 às 18h -             
sábado de 09 às 12h

 



Biblioteca
Pública Infantil Aglaé d´Ávila Fontes
Rua  Dr.
Leonardo Leite, s/n - São José
Aracaju/Se
Tel. (79)3179-1965
Horário: 2ª a 6ª das 08 às 17 h
E-mail: biafa@cultura.se.gov.br









Bibliotecas Universitárias







Universidade Federal de Sergipe
Biblioteca Central - Bicen
Av. Marechal Rondon, 81 Jardim Rosa Elze
49.100-00 - São Cristóvão/Se
Caixa Postal 353
Tel. (79) 3212-6530 Fax 3212-6474
E-mail: bicen@ufs.br/ www.biblioteca.ufs.br
Biblioteca da Faculdade Pio Décimo
Campus I
Rua Estância, 382 - Centro - Aracaju/Se
Tel.(79)3211-1765
Campus II
Av. Augusto Franco, 268 - Ponto Novo - Aracaju/Se
Tel (79) 3217-6126
Campus III
Av. Tancredo Neves, 5655- Jabotiana - Aracaju/Se
Biblioteca da Saúde Bisau
Hospital Universitário
Rua Cláudio Batista , s/n - Santo Antônio
Aracaju/Se
Tels. (79)3218-1880/1782/1784/1785


UNIT - Universidade Tiradentes
Biblioteca Central 
Av. Murilo Dantas, 300 - Farolândia
49.032-490 - Aracaju - Se
Tel (79) 218-2207 ou 218-2100- Fax: (79) 218-2200
E-mail: biblioteca@unit.br


Biblioteca Setorial I
Rua Lagarto, 253 - Centro - 49010-390 - Aracaju/Se
Tel. (79) 218-2307 

Biblioteca Setorial II
Unidade I: Travessa Tenente Eloi, s/n
Bairro Alagoas - 49200-000 - Estância/Se
Tel/Fax( 79) 522 - 3030
Unidade II: Rua Gumercindo Bessa, 271 - Centro
49200-000 - Estância - Se
Tel. (79) 522-3030
Biblioteca Setorial III
Rua Boanerges Pinheiro, 1144 - Itabaiana/Se
Tel. (79) 431-2483
Biblioteca Setorial IV
Praça Santa Luzia, 105 - Centro - 49.900-000 - Própria/Se
Tel. (79) 322-2774



Biblioteca da Faculdade São Luis
Rua Laranjeiras, 1838
Centro - Aracaju/Se
Tel (79) 3214-3990/6300
Biblioteca da FASE - Garcia Moreno  -
Faculdade de Sergipe -

Rua Rua Teixeira de Freitas , 10
Salgado Filho - Aracaju/Se
Tel . 2106-0115
Horário: Das 7:30 às 22h e aos sábados de
8:30 às 16:30h
E-mail:

biblioteca@fase.se.edu.br


www.fase-se.edu.br


Biblioteca da FASER - Faculdade Sergipana
Rua Oscar Valois Galvão, 355
Leite Neto - Aracaju/Se
Tel.: 3217-7476 r/27
Horário Das 16 às 22h
E-mail:

bibliotecafaser@infonet.com.br


Biblioteca da Faculdade Atlântico

Rua Engenheiro João Carvalho de Aragão, 69

Atalaia - Aracaju/Se


Tels.(79) 3243-1435







BIBLIOTECAS PÚBLICAS MUNICIPAIS DE
SERGIPE







Amparo do São Francisco

Biblioteca Municipal Antonio Freire de Souza

Endereço: Rua João da Cruz, s/n Bairro: centro.


CEP: 49920-000 - Telefone: (79) 3361-1099

E-mail:
seceducacaoamparo@ig.com.br


Horário: 8h às 17h de segunda-feira a sexta-feira


A
quidabã
Biblioteca Pública Municipal Professor Lauro Rocha de Lima

Endereço: Rua Eduardo Chaves, s/n  Bairro: centro

CEP: 49790-000 -Telefone: (79) 3341- 1515

E-mail:

semec.aquidaba@hotmail.com


Horário: 8h às 21h de segunda-feira a sexta-feira


Arauá

sexta-feira, 12 de agosto de 2011

Erros e acertos da vida

Há algum tempo fiz visitas (a pedido de uma amiga) a uma mulher que estava com AIDS, hospitalizada no Hospital João Alves. Durante os dois meses que a visitei foi suficiente para conhecer seus medos, anseios, um pouco dos seus sonhos e do seu passado.
Ela contou pra mim e a enfermeira que já tinha sido casada e que tinha tido dois filhos, só que cansou da vida de doméstica, esposa, mãe e saiu pelo mundo afora, abandonando tudo. Como não tinha como se sustentar, foi viver da prostituição, no começo gostava, saia com caminhoneiros, bebia, dançava. Com tempo se arrependeu, mas não tinha como voltar atrás.
Dez anos tinham se passado, agora estava internada, sozinha e doente.Em certa visita perguntou-me qual a idade que eu dava pra ela: disse-lhe que era péssima nisso, ela revelou que tinha 36, pensei que tinha 46 ou mais, comentei que estava bem para a idade, ela ficou feliz.
Acompanhei seu sofrimento juntamente com duas amigas missionárias da Igreja Batista, que lhe deram grande assistência. Ela aceitou Jesus e nos revelou do seu arrependimento, que tinha vontade de procurar alguma igreja evangélica, mas os “amigos” lhe diziam que as igrejas cobravam 30 reais só pra entrar no templo. Foi engraçado, rimos juntas e as missionárias explicaram a respeito do dizimo e do procedimento de algumas congregações.
Passando o tempo soube através da assistente social que ela pediu para escrever cartas a família, explicando sua situação, mas não houve respostas.
Tive dó, da nossa já considerada amiga em Cristo, também pensei na dor de sua família, o que eles passaram durante esse dez anos.
A todos é dado o livre arbítrio, ela escolheu o seu destino, a sua vida. Então pensei que sua família também tinha o direito de escolher perdoar ou não perdoar.
Completado quase quatro meses de internamento, ela faleceu, no enterro só a Assistente Social e a Missionária da Batista que lhe deu a maior assistência mostrando compromisso de fé e amor cristão. Infelizmente eu estava em Estância e só soube do ocorrido três dias depois.
Mas valeu os momentos em que estivemos juntas, o quanto aprendi com os seus erros e acertos, ao qual posso acrescentar o pensamento do escritor Paulo de Tarso de Moraes Souza, “Na vida a gente está toda hora pagando pelos erros que comete e se beneficiando dos acertos por ventura realizados”.

sexta-feira, 5 de agosto de 2011

Dia de Ação Social na Piabeta

Hoje, dia 5 de agosto de 2011, foi lindo e especial.
As crianças da Escola Municipal Elisa Teles, localizada na Piabeta, município de Nossa Senhora do Socorro se encantaram com o mundo mágico da Contação de histórias.
O cantor Minho San Liver e eu a serviço da BiblioSESC participamos desse momento com histórias e músicas do mundo infantil.
Também fizemos o concurso o Bicho-papão mais Criativo, inspirado no modelo do Bicho-papão de Fátima Beatriz contadora de histórias do grupo Hannah.
As crianças aprenderam, interagiram e se divertiram bastante!


As histórias utilizadas foram:
A vaidade da Lolita- autor Tio Gaspa
Tião e o Bicho-papão de minha autoria
Minhocas e paçocas no mundo do era uma vez- da querida autora mirim Jhuly Emanuelly com minha participação.
Macaquinho saí daqui- conto popular
Famosa Dona Baratinha- Conto popular
Premiação:
CD “História não tem hora”
Livro: Tião e o Bicho-papão
Livro: Minhocas e paçocas no mundo do era uma vez
Nosso carinho e abraço especial para todos dessa maravilhosa equipe SESC, por proporcionarem a sociedade sergipana momentos de alegria e cidadania.

quinta-feira, 4 de agosto de 2011

Ler, o que mais amo fazer!

Ler, ler, ler o que mais amo fazer!Não consigo viver sem leitura, seria como se tirassem um pedaço da minha alma.
Aproveito o espaço para registrar as mensagens dos livros que mais tocaram meu coração. Os amigos e amantes da leitura que se identificam com esta mania, aproveitem e compartilhem conosco, as mensagens que merecem serem divulgadas.
Não se esqueçam de colocar o nome do autor e titulo da obra.
Abraços e boa leitura!


“É curioso como uma tarde pode se prolongar até o infinito e vários anos podem se reduzir a cinco palavras”.
“As mortes que acontecem pelo mundo afora, as centenas de milhares de mortes que nos inundam a cada dia, são insubstanciais em seu vasto anonimato. A do amigo arranca da nossa intimidade algo que nos pertence, algo a que pertencemos.”
Do livro: Todos os homens são mentirosos - Alberto Manguel

“Faça a sua parte e não se preocupe com os outros. Acredite que Deus também fala com eles, e que eles estão tão empenhados quanto você em descobrir o sentido desta vida”.
“O que está fora é mais difícil de mudar do que aquilo que está dentro.”
Brida- Paulo Coelho

“Não, o inferno com seus demônios não ficava num enorme fosso debaixo da terra; ficava sim no peito do mais virtuoso, do mais puro. Deus era um abismo, o homem era um abismo”.
“A minha maior dor e a origem de todas as minhas alegrias e tristezas tem sido, desde a minha juventude, a incessante luta entre o espírito e a carne”.
A última tentação de Cristo- Nikos Kazantzakis

“ Todos nós usamos máscaras.Desde a infância ensinam-nos a esconder os nossos sentimentos verdadeiros, a encobrir nossos ódios e medos. Mas,sob tensão acabamos deixando cair a máscara e exibindo a outra face.
A outra Face- Sidney Sheldon

“Meu filho não morreu. Foi como um lindo ramo de ipê: Pode ter murchado, mas seu rosto ficou guardado, no seio do criador para ser repetido na primavera de outros mundos...”
“ Não há dor neste mundo que me cegue para o aspecto cômico da nossa existência. Somos todos muitos tristes e engraçados.”
“Cada idade tem sua própria beleza. Se você tem inveja de beleza de jovens e de crianças , acaba esquecendo de ser flor que é...assim, se você é lírio e quer ser rosa, vai faltar pétala.Se você é rosa e quer ser lírio, vai faltar altura...” O Jardim Japonês- Ana Suzuki

“Na vida real, o amor precisa ser possível. Mesmo que não haja uma retribuição imediata, o amor só consegue sobreviver quando existe esperança - por mais distante que seja- de que conquistaremos a pessoa amada. O resto é fantasia.”
Não existe nada mais profundo que o amor. Nos contos infantis, as princesas beijam os sapos e eles se transformam em príncipes. “Na vida real as princesas beijam os príncipes e eles se transformam em sapos.”
“Se uma pessoa nos quer, todos nos querem. Entretanto, se estamos sozinhos, ficamos mais sozinhos ainda. É estranha a vida.”
Nas Margens do Rio Piedra Eu Sentei E Chorei – Paulo coelho

“A felicidade não depende onde nos encontramos. É uma disposição que existe dentro de nós” Refúgio Secreto- Corrie Tem Boone -Relato sobre a 2ª guerra mundial
“Eu não tenho necessidade de ti. E tu não tens necessidade de mim. Mas, se tu me cativas nós teremos necessidade um do outro. Serás para mim único no mundo. E eu serei para ti única no mundo...”
“Só se vê bem com o coração. O essencial é invisível para os olhos.”
O Pequeno Príncipe- Antoine de Sant Exupéry

“A vida sempre coloca em nossa frente varias opções. A escolha é livre, mas uma vez feita à opção, cessa nossa liberdade e somos forçados a recolher as conseqüências.”
“A felicidade é estado de alma, é ter alegria, amar a vida, que é tão bela e tão rica, usufruir dos bons momentos sentindo a beleza, a bondade, a luz.”
Quando a Vida Escolhe- Zíbia Gaspareto


“O dia e a noite são ligados pelo prazer e pelas ondas do ar.
A vida e a morte são ligados pelas flores e pelos túneis futuros.
Deus e o demônio são ligados pelo homem.”
Poesia completa e prosa –Murilo Mendes
“Então fiquei observando a escrita de Hanna,vendo quanto esforço e quanta luta lhe custava escrever.Estava orgulhoso dela.Ao mesmo tempo,estava triste por sua causa,triste por causa dos atrasos e das falhas da vida em geral.Fiquei pensando que, se o tempo certo tinha passado,se alguém se recusou por muito tempo a uma determinada coisa,se essa coisa lhe foi recusada por muito tempo,ela vem tarde demais,mesmo sendo iniciada com esforço e recebida com alegria.Ou não há “tarde demais” apenas “tarde”, sendo “tarde” de qualquer modo melhor do que “nunca”?Não sei.” O leitor- Bernhand Schlinh

“Aprendi há muito tempo que, quando duas pessoas têm algo pesado entre elas e não falam nisso. Também não falam de mais nada que tenha importância.”
A volta pra casa - Bernhand Schlinh

Os políticos, para honra das exceções, mudam muito, mudam de sigla, cor, posição e ideologia, tocam de partido com a mesma facilidade com que trocam de camisa. Cultural, política e moralmente os brasileiros, salvo exceções, são levianos, sem caráter.
Violência e Corrupção
De Getúlio Vargas a Nova República - Ariosvaldo Figueiredo
O canalha e o cínico não distinguem a moralidade, principio ético, do moralismo, categoria de direita. Moralidade rima com responsabilidade. As pessoas responsáveis não são moralistas, são moralizadas, têm caráter e dignidade.
Violência e Corrupção
De Getúlio Vargas a Nova República - Ariosvaldo Figueiredo Quanta raiva sinto de a vida ser como é, de os acontecimentos se imporem `a revelia,sem nosso consentimento, sem nada podermos contra eles.Raiva das pessoas que afirmam com sabedoria que ser feliz é uma questão de escolha: tão pouco,escolhemos,tão pouco. Dois rios- Tatiana Salem Levy -Janeiro de 2012 Dizem que quando conhecemos o amor da nossa vida o tempo para.Quando perdemos também. Dois rios- Tatiana Salem Levy

sábado, 23 de julho de 2011

Uma famosa Barata

Estava passeando com minha família, quando meu esposo encontra com as primas. Entre beijos e abraços, minha filha, que estava ao meu lado, falou bem baixinho:
- Ba-ra-ta
Minha sobrinha respondeu:
- Barata, onde? (Espanto!)
- Ba-raaataaa- minha filha entre os dentes.
- Comentei: Thalita é roupa barata!
- Vocês são bobas, não assistem jornal não?
- Tá doida é?-Respondi
- Deixe pra lá - falou minha filha irritada, e saiu da loja.
Minutos depois:
- Paiinho quem são aquelas? (Afobada)
- São minhas primas.
- Paiinho, umas das meninas é Larissa Barata, a ginasta.
- Ah! É mesmo? Disseram-me que a minha prima tem uma filha que está famosa.
Hilário! Foi aí que eu e minha sobrinha descobrimos o sentido da BARATA. Rimos bastante.
Telma Costa/2006

Sobre a famosa Barata:

Nome completo: Larissa Maia Barata
Principais conquistas: hexacampeã brasileira (1998,99,2000,2001,2002),campeã da Copa Quatro continentes (2001)
Larissa completou a equipe brasileira na coreografia de arco/bola. Nascida em Salvador (BA), ela cresceu em Aracaju (SE), onde conheceu a ginástica rítmica durante uma demonstração da modalidade no colégio.
Passou a integrar a seleção brasileira somente em 2003 e tem no currículo seis títulos brasileiros como infantil (1998 a 2002) e um já como adulto (2002).

Fonte: http://esporte.uol.com.br/olimpiadas/brasileiros/ginasticaritmica/lar. jhtmfácil.

sexta-feira, 22 de julho de 2011

Projeto “Encantando e Contando Histórias”

Projeto “Encantando e Contando Histórias”


A partir da próxima segunda- feira dia 20/07/2011 daremos início ao projeto ”Encantando e Contando Histórias”. Uma roda de leitura com histórias contadas pela pedagoga e escritora Telma Costa. Toda quarta- feira no período de 15:00 as 16:00h e das 16:00 as 17:00h durante todo mês de Julho.

Participe!!!

Inscrições com vagas limitadas.

Obs. As inscrições são feitas na sala da administração. Informações através do tel.: 9872-4705 / 3211-1610 ou pelo e-mail: ruadoturistase@hotmail.com

terça-feira, 19 de julho de 2011

Programação de férias movimenta a Biblioteca Clodomir Silva

Com o objetivo de incentivar a literatura no período de recesso escolar a Biblioteca Municipal Clodomir Silva tem realizado, durante todo o mês de julho, uma série de atividades recreativas voltadas para as crianças. Na manhã desta terça-feira, 19, mais de cinquenta meninos e meninas, entre três e cinco anos de idade, participaram da programação especial que incluiu pintura livre e contação de histórias.
As várias histórias contadas durante a manhã prenderam a atenção do público, formado essencialmente pelas turmas de alfabetização e pré-escolar da Escola Municipal de Educação Infantil (Emei) Dr. José Augusto Arantes Savazine, localizada no bairro Cidade Nova. Além de Ivani Braz e Tarcísio Bruno, os contadores oficiais da biblioteca, integrantes do grupo Prosar't também participaram do momento com as dezenas de crianças que aproveitam o período de férias para aprender e brincar em espaços alternativos, que aliam a diversão ao conhecimento.
Para a coordenadora da Emei, Cristiane da Silva Costa, a participação da escola teve um resultado positivo para alunos e deverá render frutos. "A nossa vinda à Clodomir Silva se deve ao projeto ‘Férias na Escola', que tem o objetivo de proporcionar aos nossos estudantes momentos de lazer e conhecimento. E qual espaço representa melhor essa integração se não a biblioteca?", levanta a educadora. "Nós professores sabemos da importância, os pais também valorizam bastante e os estudantes tem adorado, por isso, com certeza, a iniciativa terá uma longa continuidade", anuncia.






Contação de histórias
Segundo a escritora sergipana Telma Costa a contação de histórias é também uma oportunidade de se transmitir mensagens voltadas para questões sociais. "Através de momentos como este nós podemos trabalhar com uma série de sentimentos e atingir o emocional de cada um de maneira bastante positiva. A força da palavra é algo que durante estes sete anos de trabalho Prosar't tem ficado evidente para todos nós", explica a integrante do grupo que atua semanalmente em creches, escolas, e também no setor de oncologia do Hospital de Urgências de Sergipe (Huse).
"Nós já nos apresentamos diversas vezes aqui na Clodomir e sempre que surge a oportunidade a nossa participação é garantida", conta Antenor Aguiar, coordenador do Prosar't. "O nosso compromisso é o de manter viva essa arte milenar, que muitas vezes é deixada de lado em função de tantas outras atividades que principalmente a tecnologia tem proporcionado", afirma. "O que não se pode perder de vista é que ouvir histórias ainda é algo que as crianças adoram, e nós contribuímos com o intuito de motivá-los a se tornarem leitores e futuramente cidadãos conscientes", conclui Antenor.
Programação


A Biblioteca Municipal Clodomir Silva, mantida pela Fundação Municipal de Cultura Turismo e Esportes (Funcaju), dará continuidade atividades de férias até o próximo dia 29. Além da contação de histórias a programação inclui oficinas de pintura, cineminha, e muitos momentos de brincadeira.



A biblioteca funciona de segunda a sexta-feira, das 8 às 10h, e aos sábados, domingos e feriados, das 9 às 13hs. O endereço é rua Santa Catarina, 314 - Siqueira Campos. Mais informações pelo telefone (79) 3179-3743. Confira abaixo o restante da programação:
20-07: Cineminha com filmes educativos
Horário: 9:00 às 11:00/ 15:00 às 17:00
21.07: Leitura livre
Horário: 9:00 às 11:00/ 15:00 às 17:00
22.07: Leitura de gibi
Horário: 9:00 às 11:00/ 15:00 às 17:00
25.07: Cineminha com filmes educativos
Horário: 9:00 às 11:00/ 15:00 às 17:00
26.07: Brincadeira com massa de modelar
Horário: 9:00 às 11:00/ 15:00 às 17:00


http://www.aracaju.se.gov.br/index.php?act=leitura&codigo=46618

segunda-feira, 18 de julho de 2011

‘A Maravilhosa História de Tia Ruth’

Lançamento do livro de G.Aguiar em homenagem a maravilhosa Tia Ruth- foi tudo lindo e emocionante!




Ruth Wynne Cardoso, conhecida como tia Ruth, nasceu em Aracaju, no dia 15 de agosto de 1929. Espiritualista convicta, aos cinqüenta anos começou sua trajetória de amor e solidariedade juntamente com 17 amigos visitando pacientes portadores de câncer, servindo lanche no hospital; conseguindo medicação alimentar, roupas, passagens e abrigando em sua própria casa os pacientes e acompanhantes.


As comemorações pelos 24 anos da Associação dos Voluntários a Serviço da Oncologia em Sergipe (Avosos) foi marcada por uma grande homenagem à fundadora e atual presidente da entidade, ‘Tia Ruth’, com o lançamento do livro ‘A Maravilhosa História de Tia Ruth’, da escritora infantil Geane Aguiar.
A obra é uma iniciativa do Serviço Social do Comércio (Sesc) em Sergipe, através da diretora regional Excelsa Machado. O lançamento ocorreu no dia 14 deste mês, na sede da Avosos.

sábado, 16 de julho de 2011

Pedido de uma criança a seus pais

Para reflexão...

"Não tenham medo de serem firmes comigo. Prefiro assim, isto faz com que me sinta mais seguro. Não me estraguem. Sei que não devo ter tudo que quero. Só estou experimentando vocês.
Não deixem que eu adquira maus hábitos.
Não me protejam das conseqüências de meus erros.
Não levem muito a sério minhas pequenas dores, necessito delas para obter a atenção que desejo.
Não sejam irritantes ao me corrigirem, se assim fizerem poderei fazer o contrário que me pedem.
Não me façam promessas que não podem cumprir depois, lembrem-se que isso me fará profundamente desapontado.
Não ponham a prova minha honestidade, sou facilmente tentado a dizer mentiras.
Não me mostrem um Deus carrancudo e vingativo, isto me afastará dele.
Não desconversem quando faço perguntas, senão, eu procurarei nas ruas as respostas que não obtive em casa.
Não se mostrem para mim como pessoas perfeitas e infalíveis, ficarei extremamente chocado quando descobrir algum erro de vocês.
Não digam que meus temores são bobos, mas sim, ajudem-me a compreendê-los.
Não digam que não conseguem me controlar, eu julgarei que sou mais forte que vocês.
Não me tratem como uma pessoa sem personalidade, lembrem-se que tenho meu próprio modo de ser.
Não vivam me apontando os defeitos das pessoas que me cercam, isto criará em mim um espírito intolerante.
Não se esqueçam que gosto de experimentar as coisas por mim mesmo, não queiram me ensinar tudo.
Não desistam de ensinar o bem, mesmo que eu pareça não estar aprendendo.
No futuro verão em mim o fruto que plantaram."
Autoria desconhecida

segunda-feira, 11 de julho de 2011

Projeto "Férias na Biblioteca"

Dia 21/07/2011 -Quinta
Projeto "Férias na Biblioteca"
A Biblioteca Clodomir Silva, com o objetivo de incentivar a leitura nesta época do ano, como forma de lazer e aprendizado, criou o Projeto “Férias na Biblioteca” onde os espaços da biblioteca - Circulante, Acervo Geral e Setor Infanto Juvenil - estarão esperando o LEITOR para embarcar em uma surpreendente viagem cheia de aventuras.


Hoje: Apresentações dos alunos inscritos no Projeto "Eu amo contar história" (inscrições feitas de 01/07
até 18/07, por telefone ou pessoalmente)

* Local: Biblioteca Pública Municipal Clodomir Silva (Rua Santa Catarina, nº 314 - Bairro Siqueira Campos)
* Horário: às 9h e 15h
* Valor: Gratuito
* Mais Informações: (79)3179-3742