terça-feira, 15 de maio de 2012

Para sempre!



P aixão desenfreada
A onde você foi parar?
R éu confesso eu sou ,dos  grandes
A  mores que vem e que passam!
S audosismo?
E  daí?
M e faz bem,
P ior que gosto.
R efém do amor
E u quero apenas declarar que
                        Poeticamente para sempre irei te amar!
Telma costa

Nenhum comentário:

Postar um comentário