domingo, 23 de junho de 2013

São João dos meus sonhos


Estava pensando “Homem é tudo farinha do mesmo saco” e comecei a lembrar da casa de farinha do Seu Raimundo.
Lembrei-me dos meus amigos de infância ,Iraci,Behé, Behú, Lico(irmão), Tânia(irmã), Nice de Nair.Lembrei de Nair(mãe de Nice) com sua saia rodada e de Dete(mãe de Iraci) que cuidava de gente com seu lindo sorriso de acolhimento e amor.
Lembrei que na véspera de São João, o Bairro Alagoas pegava Fogo,a Casa do Seu Raimundo era o foco das festas. Fui lembrando da montagem do barco de fogo, do busca pé rojando, as crianças todas gritando e malhando pitu; lembrei das fogueiras,do milho assado,pamonha e canjica...
Uma linda lembrança também me foi ativada, Tânia, minha irmã,toda arrumada,linda,faceira,uma linda boneca chamada Tânia,descobrindo os encantos da vida e das paixões.
Tânia já podia ir à festa de seu Raimundo com sua melhor amiga Finha de Gregório.
Tarde da noite do meu quarto eu o ouvia uma linda cantiga: 
"Marinheiro, marinheiro, marinheiro só 
Quem te ensinou a nadar marinheiro só 
Foi o tombo do navio marinheiro só 
Ou foi o balanço do mar marinheiro só..."
E eu, nos meus 10 anos, esperava completar 12 anos para participar daquela linda manifestação de alegria e encantamento.
Só fui um ano, somente olhar, acredito que tinha 12 ou 13 anos,pois além de ser tímida, tinha medo dos fogos e somente fiquei a sonhar.E a roda de Seu Raimundo devido a modernidade deixou de ser tradição em Estancia-Se.

Nenhum comentário:

Postar um comentário