terça-feira, 9 de dezembro de 2014

Cena nº 1- Rottweiler na praia


Ontem (09/12/2014) na Praia da Aruana aparecem uns transeuntes acompanhados com um Rottweiler.
Um pequeno cão ,que estava numa mesa vizinha a nossa, sai em disparada e fica provocando-o, um garoto de uns doze anos que também estava com o Rottweiler consegue pegar o cão pequeno e entregá-lo a dona. Falei pra meu marido se fosse Max (meu cão que também é pequeno, só que é agressivo) a tragédia estava feita. Então pergunto ao meu marido: é certo passear com um cão desses na praia? Ele responde que não. Questiono: - O que a gente pode fazer?
Ele: Nada
Eu: Já sei, me dê seu celular vou ligar pra policia.
Ele: Não dou não,já vai querer fazer confusão?
Eu: Tá certo.
Fui na mesa ao lado:
- Bom dia. Alguém aí pode me emprestar um celular pra eu ligar e reclamar da presença desse Rottweiler na praia. (meu marido não empresta o dele e eu estou sem o meu).
Ligando pra policia: 190
- Bom dia, meu nome é Telma, estou na praia da Aruana em frente ao bar do Joca e tem um rapaz com um Rottweiler enorme passeando na praia.
Policial: - o Rottweiler está de focinheira?
Eu: - Não,não está.
Policia: E ele está oferecendo risco pra população?
Eu: O que senhor fala como risco? O senhor acha certo um rapaz novo passeando com cão desses na praia. E se ele se soltar?
Policia: Espere um momento.
Som do telefone: mudo.
Policia: Espere um momento.
Som do telefone: mudo
Assim se passaram dez minutos.
Comentei com o pessoal da mesa: Em Estância liguei pra policia pra fazer uma reclamação sobre um casal vizinho que estava brigando horrores e eles perguntaram se o marido estava batendo na mulher com colher de pau. Então percebi que estavam gozando da minha cara.
Policia: Quem está de colher de pau senhora? É o dono do Rottweiler?
Eu: Não senhor, estou contando outro caso de Estância.
Policia: Ah sim,espere um momento.
Mais dez minutos.
Desliguei e perguntei ao pessoal da mesa: alguém sabe pra que serve o 190?
Agradeci a todos e fui atrás de meu marido que já estava a quilômetros de distancia.


Nenhum comentário:

Postar um comentário