quarta-feira, 24 de abril de 2013



O universo da imaginação infantil dá asas para que os adultos se lancem na tarefa de colocar no papel, histórias que fazem os pequenos viajar com os pés no chão. Foi assim desde Hans Cristian Andersen, autor de clássicos como ‘O Soldadinho de Chumbo’ e ‘O Patinho Feio’. Passando por Monteiro Lobato, que eternizou a Sítio do Pica-pau Amarelo, no imaginário das crianças brasileiras.
Essas duas personalidades são lembradas neste mês de abril com o Dia Internacional do Livro Infantil e Dia Nacional do Livro Infantil, dias 2 e 18, respectivamente, datas que marcam o aniversário dos dois. Em Sergipe, diversos escritores seguem a linha desses dois clássicos, e continuam dando vida e forma ao imaginário infantil através da literatura.
A escritora Telma Costa é um exemplo. Com 10 livros publicados, ela iniciou sua carreira como escritora de literatura infantil na década de 90, se lançando como uma das pioneiras dessa arte no Estado. Em 1997, lançou ‘O que você quer ser quando crescer?’ e mais recentemente, em novembro de 2012, o livro ‘Manias de uma princesa’.
Telma conta que após iniciar um trabalho como contadora de histórias sentiu a necessidade de criar suas próprias histórias e, daí, surgiu seu primeiro livro. Segundo ela, o trabalho que desenvolve como escritora e contadora de histórias é gratificante e através desse ofício, tenta chegar mais próximo do universo dos pequenos. “Eu escrevo muito sobre a vida, sentimentos, amizade e assuntos que envolvam as crianças, sempre com uma linguagem simples que atinja o coração delas”, explica a escritora.
A escritora Jeane Aguiar também acumula experiência na área e não esconde o fascínio que tem sobre o universo infantil.  Com três livros publicados, Jeane afirma que o que mais a motiva a continuar escrevendo para esse público é o prazer de ver que as crianças gostaram daquilo que escreveu. Para ela, escrever para crianças não é tarefa fácil, é um verdadeiro desafio.
“O diferencial é que criança é muito mais exigente em termos de leitura do que o adulto. Para elas, ou o texto é bom ou não é. As crianças são muito sinceras. Por isso, para conseguir prender a atenção temos que usar uma linguagem muito peculiar”, destaca a escritora, que recentemente lançou ‘A Maravilhosa História de Tia Rute’.
Quem também não se intimida com essa difícil tarefa é a escritora Maria Zélia Silva Rocha, mais conhecida como Ailez. Ela conta que resolveu se lançar nessa aventura depois dos 70 anos e já acumula no seu repertório quatro livros infantis e dois romances.  Através dos seus livros, ela procura sempre deixar uma mensagem para as crianças.
“Eu já acumulei muita história de vida como mãe e avó, e em meus livros eu sempre tento passar um pouco dessa vivência cotidiana. O mais importante que eu tento passar para as crianças é que elas devem aprender brincando”, ressalta Aliez. No próximo dia 17 de maio a escritora lança seu quarto livro infantil intitulado ‘Brincando de Céu’ e o seu segundo romance, o ‘Lírio Azul’. O lançamento acontece no Clube dos Engenheiros Agrônomos, a partir das 18h.
Literatura infantil em destaque
A Biblioteca Pública Infantil Aglaé Fontes de Alencar (Biafa) guarda em seu acervo uma significativa mostra da produção sergipana voltada para o público infantil. São dezenas de livros de diversos autores que estão à disposição do público para empréstimo, dentre eles os livros das autoras citadas neste texto.
Além disso, periodicamente, a Biafa promove encontros com autores sergipanos dentro do projeto ‘ 1,2,3... Era um vez’, principal projeto da unidade, que pertence à Secretaria de Estado da Cultura (Secult). Ao longo dos últimos anos, já foram promovidos encontros com diversos autores sergipanos que se dedicam à literatura infantil, o projeto tem o objetivo de disseminar a produção literária de Sergipe e incentivar o hábito da leitura entre os pequenos. 
"Trabalhamos com muito carinho aqui na Biafa, sempre recebendo as crianças e fazendo-as viajar no mundo da literatura infantil. A receptividade aos autores sergipanos é sempre muito boa e sempre que fazemos as contações as crianças comparecem e ficam encantadas com as histórias que são produzidas aqui em Sergipe", argumenta Cláudia Stocker, diretora da Biblioteca Infantil.

Geane afirma que é um veradeiro desafio escrever para crianças (Foto: Divulgação) Ailez lança seu quarto livro infantil no dia 17 de maio (Foto: Divulgação)
As obras dos autores sergipanos estão disponíveis na Biafa (Foto: Ascom/Secult)Telma gosta de aliar seu lado escritora com o de contadora de histórias (Foto: Divulgação)

Nenhum comentário:

Postar um comentário