sexta-feira, 8 de agosto de 2014

SÚPLICA DE UM IDOSO


(Visitando o escritor
Carlos Tadeu e mostrando pra ele os recursos que uso para contar histórias)
Ps-Tadeu é surdo,se comunica através da escrita.
                                           
SÚPLICA DE UM IDOSO

Meu filho, se meu andar é hesitante, se minhas mãos são tremulas,ampare-me.
Se minha audição não é boa, se tenho de esforçar-me para ouvir o que est´dizendo,procure-me entender-me.
Se minha visão é imperfeita, se meu entendimento é demorado, ajude-me com paciência.
Se minhas mãos tremem, se derrubo comida na mesa ou no chão, por favor, não se irrite,tentei fazer o melhor que pude.
Se você me encontrar na rua, não faça de conta que não me viu: para e me dê um bom dia, eu me acho só.
Se você, na sua sensibilidade, me ver triste e calado, sorria pra mim, ficarei feliz.
Se lhe contei pela terceira vez a mesma história, num dia só,não me repreeenda,simplesmente ouça como se fosse a primeira vez.
Se me irrito facilmente, não me diga que sou ranzinza, apenas me perdoe em silencio.
Se me comporto como criança, cerque-me de carinho.
Se estou doente, se sou um peso para você, por favor, não me abandone; se estou com medo da morte,ajude-me a preparar meu ultimo adeus.

De Padre Thomaz de Aquino Prata

Nenhum comentário:

Postar um comentário