segunda-feira, 4 de julho de 2011

CONFIANÇA

“Eu sei que em minha irmã posso confiar até a morte. Confio mesmo, sei que ela nunca vai me abandonar”.
Tomei conhecimento desta frase quando meu irmão estava em coma, devido ao processo da terceira cirurgia cardíaca.
Pessoas que dividiram o quarto com ele no Hospital Cirurgia me consolaram durante sua partida da vida e revelou-me o quanto ele confiava em mim.
“Ela eu sei que nunca vai me abandonar”. Eu não sabia desse sentimento que inspirava em meu irmão.
Em quantas pessoas nós podemos depositar nossa total confiança?
A palavra confiança segundo o dicionário Houaiss significa: fé, segurança, otimismo.
Na vida sempre estamos confiando:
Confiando no dia de amanhã.
Confiando nos estudos que garante o futuro.
Confiando no médico.
Confiando no político.
Confiando nos pais.
No cachorro de estimação que nunca vai nos atacar.
Confiando no amigo.
Confiando no marido.
Confiando no filho.
Na memória,
A lista é imensa...
Descobri que a confiança em algo ou alguém é igual à esperança.
Esperança de acordo com o Houaiss é o sentimento de algo em que se deseja é possível.
Infelizmente no mundo individualista em que vivemos é difícil depositarmos total confiança em alguém ou algo. Eu, o oposto do meu irmão, não tenho alguém que posso dizer com tanta convicção que confio que vai está do meu lado até a morte.
Por isso após um ano e seis meses da sua morte agradeço a Deus que meu irmão confiou em mim e eu sem saber conseguir ser fiel a sua ação de esperar o melhor da vida: alguém em que confiar até a morte.
Quanto a mim e uma boa parte da humanidade o melhor mesmo é depositamos nossa fé e esperança em Deus "os que esperam no Senhor, adquirirão sempre novas forças, tomarão asas como de águia, correrão e não fatigarão, andarão e não desfalecerão." Isaias 40:31.

Mas, no íntimo, eu gostaria de confiar nos filhos de Deus me aconchegando e segurando minha mão na minha última despedida.

2 comentários:

  1. Amiga Telma,
    Tem muito de nostalgico em seu texto, mas também de verdades e realidades universais. Quem nunca se sentiu traido, desprezado ou diminuido por alguem em quem confiava? Mas, qd mudamos nossa maneira de ver as coisas podemos observar que cada um de nós tem uma historia e nossas ações são reflexos dessa nossa historia.Já sofri decepções na vida, mas não perco a fé na humanidade. Sei que Deus age em nós através de nossos irmãos de caminhada. E mesmo onde só vemos o mal, existe a mão de Deus. Pois TUDO é sempre um BEM! Aqueles que traem nossa confiança são nossos mestres na vida, nos ensinam a perdoar,testam nossas virtudes e qualidades. Deus confia em nós e tem esperança que sejamos pessoas melhores a cada dia. Então, sejamos instrumentos desse Deus maravilhoso que apesar de nossas enormes deficiencias continua a CONFIAR em nós!!!
    Abraços da amiga contadora de historias,
    Fátima

    ResponderExcluir
  2. Realmente o texto é nostalgico e compactuo com seu pensamento sobre os mestres da vida, onde aprendemos a perdoar e amar.
    Obrigada pelo comentário querida contadora de histórias.
    Abraços

    ResponderExcluir