segunda-feira, 31 de julho de 2017

EU TROPEÇO E NÃO DESISTO

EU 
EU                     Eu TROPEÇO E NÃO DESISTO

A menina ordenhou a vaca para vender o leite. Enquanto caminhava, em direção ao mercado, ia sonhando... Depois de vender o leite, com o dinheiro, compraria uma galinha. Esta, com certeza, botaria os ovos que ela venderia para comprar um vestido azul. Ficaria tão bonita que se casaria com um lindo príncipe, o qual a levaria para morar no castelo lá no alto da colina. Entusiasmada, a menina olhou para a colina e pimba!, tropeçou numa pedra: o balde virou e não sobrou nem uma gota de leite. 

A menina começou a chorar por ter perdido o seu sonho. De
 repente, surgiu uma mulher bem velha que falou assim: 

— Não chore, menina, porque chorar não resolve nada. Se quiser o seu sonho de volta, comece tudo de novo. Mas, dessa vez, preste atenção na pedra...
 

Nem deu tempo de a menina responder e a velha já havia desaparecido. Então a menina voltou para casa e, na manhã seguinte, começou tudo de novo: ordenhou a vaca para vender o leite. Só que, desta vez, ela estava mais atenta. Desviando da pedra no caminho conseguiu chegar ao mercado, onde vendeu o leite.
 

Com o dinheiro da venda, a menina comprou
 uma galinha. A galinha, como era o esperado, botou muitos ovos, que ela também vendeu e assim pôde comprar o lindo vestido azul. 

Então, de vestido novo e olhar ansioso, ficou na janela, esperando o príncipe... Porém, nada de ele chegar. De repente, a velha surgiu novamente e disse:
 

— Vá até a colina que o príncipe precisa de ajuda. Ele também não viu a pedra e caiu do cavalo.
 

A menina saiu correndo para socorrer o príncipe. Ele estava muito machucado. A menina levou-o para a casa dela, onde o tratou com o maior carinho. Quando o príncipefinalmente sarou, estava tão encantado com a menina que a pediu em casamento.
 

Toda feliz, porque também se apaixonara pelo príncipe, a menina aceitou o pedido. Pôs de novo o vestido azul. O príncipe, radiante, colocou-a na garupa do seu cavalo e foram em direção ao castelo... O príncipe, muito sonhador, e totalmente distraído, ia fazendo planos para o futuro... mas a menina prestava atenção.
 

Encontraram várias pedras no caminho, porém a menina sempre fazia como a velha havia ensinado. Ela era tão velha quanto o mundo e sabia das coisas – principalmente do que é feito um sonho!
 

O príncipe e a princesa foram muito felizes. Eles descobriram que, na vida, o mais importante é jamais desistir.
 

(NICOLELIS, G. L. Eu tropeço e não desisto. São Paulo: Moderna. 2002. pp. 4 – 31)

A leitura é considerada a atividade mais importante para desenvolver no leitor a sensibilidade, a memória, a imaginação. É por meio do contato com o livro que ele adquire vocabulário e conhecimento para fazer sua própria leitura do mundo. É essencial estimular o leitor com livros adequados ao seu nível de compreensão leitora. O papel do professor é habilitar o leitor para uma boa leitura do contexto, do mundo. E o objetivo da Editora Moderna é contribuir com literatura de qualidade. 

 Fátima Beatriz e Estevão Colares (Grupo Hannah contando "Eu Tropeço e Não Desisto")

Nenhum comentário:

Postar um comentário