quinta-feira, 9 de junho de 2011

o Sabugo de milho e o pássaro

O sabugo de milho e o pássaro
O conselho que o amigo dá de coração é agradável como um perfume suave.
Provérbios: 27:9 Bíblia Viva

Autora: Marilene Costa
Ilustrações: Adriel Rogério S. Bacellar
Ano 1998

O sol nasceu. Mais um dia de presente para Blingo, o sabugo do milharal, que tinha um triste olhar. Mas, o que é isto? De onde nasceu este sentimento que tem separado Blingo dos restantes sabugos que ali habitavam?
Blingo nasceu defeituoso, ele não tinha milhos suficientes no seu corpo e se envergonhava de não possuí-los.
Era uma tradição no milharal, de que o mais perfeito fosse coroado rei. Não havia chances de Blingo ser indicado, e, pior de tudo, é que ele era rejeitado por ser diferente. Assim, ao nascente e ao poente, Blingo vivia triste cada dia que passava.
Apareceu de um lugar bem distante, um lindo passarinho, que veio visitar aquele famoso milharal.
Aproximou-se de Blingo e logo fez amizade. Ele aprendeu muito com seu amigo que se chamava Liberdade.
Ouviu falar de um amor eterno, que dura para sempre.
Blingo encheu-se de amor e aprendeu amar a sua vida, alegrando-se em poder servir aos seus companheiros.
Sua aparência não o preocupava mais. Jesus é mais importante do que milhos que parecem. Ele é a vida, o reflexo do amor de Deus. Liberdade então teve uma boa idéia. Todas as noites enquanto Blingo dormia, ao balanço do vento, ele trazia um grão de milho e colocava no seu corpo.
Repetiu durante todas as noites e no final de quarenta dias Blingo estava completo e formoso.
Pelo espelho do olhar dos seus companheiros, percebeu que algo tinha acontecido. Ao olhar-se, soltou um grito de alegria. Blingo estava tão ocupado em ajudar os outros que não percebeu que havia se transformado.
Blingo recebeu o dom da vida com alegria, ele tinha motivos para ser feliz e começou a falar com muita sabedoria para os sabugos que habitavam aquela terra. Nesta jornada ele percebeu que muitos daqueles sabugos em beleza, possuíam um coração triste e amargo. Blingo jamais pensou que existisse este sentimento naqueles formosos sabugos.
Foi então que seus olhos abriram-se e ele percebeu que a beleza não é tudo e o que da alegria a vida é o amor.
Blingo com um tempo encheu-se de sabedoria, passou a ser respeitado por todos os seus colegas e foi coroado o rei do Milharal, pela sua beleza de coração e por falar de Deus a toda aquela criação.
FIM

Esta história transformou-se em livro infantil com o apoio do secretário da cultura Dr. Virgínio José de Carvalho Neto no ano de 1998 sendo adotada por vários colégios aracajuanos.
Está também no Cd “história não tem hora” interpretada pela autora Marilene Costa com a música temática na voz de Minho San liver.
O sabugo de milho e o pássaro é uma história que nos fala do valor da amizade, auto-estima e amor aos ensinamentos de Deus.
O livro está esgotado, como irmã da autora e com a sua autorização, disponibilizo a história para quem se interessar pelo tema.
Para conferir a música temática veja no youtube:


Nenhum comentário:

Postar um comentário